Sudário e Brasinha Discos estreiam com Vale do Açu

por em sexta-feira, 27 outubro 2017 em

sudario
LinkedIn

Entre idas e vindas, inspirado por um punhado de artistas que sempre ouviu e se espelhou, o natalense Adriano Sudário atravessou os anos entre 2012 e 2016 gravando canções que foram tomando forma transitória, como uma maturação, uma incessante metamorfose. Esse projeto já havia sido batizado de Peaceful Pants, depois Lei dos Nós, ainda Clã de Prata e por fim chegou (ou voltou) à identidade motriz e sincera de Sudário. Nome de batismo e de intimidade, coadunando com o roteiro afetivo do disco. Nesse registro inaugural, batizado singelamente de Vale do Açu, a intensidade e a vibração da noite, do descontrole da vida, dos dias nublados, da solidão, dos itinerários e perdições ganham a voz de uma confissão, por vezes aterradora e por vezes consoladora, seja qual rumo o ouvinte preferir.

Produzido por Henrique Geladeira (Koogu) e por Walter Nazário (Mahmed), o disco conta com participações de Cris Botarelli e Lauro Kirsch (ambos do Far From Alaska), Joanna Knobbe, Myrjan Guidon, Khalil Oliveira (Plutão Já Foi Planeta), Arthuri e Olavo Luiz (ambos membros da banda potiguar QUINT! e também da finada e lendária Os Bonnies).

O disco de Sudário, que demorou tanto a vir à luz, é o primeiro lançamento, também, da Brasinha Discos, novo selo e casa da música indie potiguar. A intenção da nova casa, que já era produtora com atuação há 2 anos no cenário de Natal, é trazer a público nomes interessantes da nova cena independente do circuito natalense, com uma bem cuidada e atenta curadoria. Fiquemos de olho.

***

O lançamento da Brasinha Discos e de Vale do Açu será neste sábado (28/10), a partir das 21h no Centro Cultural Dosol. Aproveitando a data e o ensejo, o tema da festa é Halloween, com presença ainda da banda Demonia e dos DJs Dyh, Jaspion e Karina (residente da própria Brasinha Produções e Discos), e fica 10 dinheiros com fantasia e 15 sem.