Festival DoSol 2018: Joseph Little Drop

por em terça-feira, 20 novembro 2018 em

LinkedIn

Humor, punk, gela e meladinha. Os integrantes do Joseph Little Drop podem ser vistos na Praia do Meio ou no Mercado do Alecrim. Em Ponta Negra ou no Mercado da Redinha. Sempre com uma gela ou meladinha na mão e bom humor em dia. Seguimos o papo com as bandas que tocam no Festival DoSol 2018. Batemos um papo com Raquel, baterista da banda.

Segundo disco lançado, banda afiada, algo novo para a apresentação no Festival DoSol?

Esse ano iremos dar continuidade a nossa união com as drags, mais uma vez no palco entrará Minerva del Diablo cantando uma de nossas músicas da qual ela nos presenteou com sua voz. Ter Minerva mais uma vez no palco nos dá muita alegria, pois fomos a primeira banda a levar uma drag pra subir ao palco do DoSol cantando punk e fazendo uma performance extraordinária e digna de boas críticas.

Aparentemente vocês tem uma veia para o acústico muito boa. Principalmente na figura do Tosco. Pensam em usar isso em, de repente, uma festa jovem acústica versão pós-MTV?

Pois é. Já tocamos alguns acústicos na nossa vida, no início da banda, e foi algo bem inusitado. (risos) Temos uma música que é bem isso aí: “Atendente do Dentista” que mostra sempre esse lado romântico e boêmio do Tosco – “Alõ emitêvê chama noixxx pro acústico” – espero que chamem a gente para fazer um acústico com as novas músicas.

O charme e o carisma dos integrantes é contagiante. Isso já deveria estar sendo explorado em um canal do youtube.

Acho que nosso jeito de ser é bem privilegiado, somos de uma outra geração onde o contato físico era mais evidente, saindo um pouco das telinhas de celulares. Gostamos muito desse contato com o nosso público e com os nossos amigos, afinal de contas, são eles que fazem de nós o que somos, são eles que divulgam e compram nossos materiais e isso faz com que conquistemos cada coisa. Porem somos assim naturalmente, no nosso dia-a-dia, e levamos isso para todos os campos de nossas vidas.

Foto: Rayanna Guesc